O Apple iPad faz o seu netbook parecer jurássico

Da mesma forma que o post anterior, este não pretende ser um "teste" com o Apple iPad, apenas impressões rápidas com o atual bestseller da Apple. Uma coisa que me chamou a atenção é o poder de vício que o iPad exerce sobre o ser-humano. Basta apenas alguns minutos usando o gadget da Apple para você ficar completamente viciado.


Essa característica viciante do iPad talvez explique o motivo pelo qual as vendas de netboooks estão despencando em decorrência do iPad. Depois de usar o Apple iPad, voltar para o netbook é um exercício de nostalgia - parece que você está mexendo em um equipado do século passado.


As vantagens do Apple iPad sobre os netbooks são muitas e eloquentes. Começa no peso e espessura - o Apple iPad é bem mais leve e fino que qualquer netbook. Mas, apesar de mais leve e mais fino, ele tem uma tela muito maior, com definição de imagem superior.


Outra vantagem é a tela touchscreen com a interface perfeita da Apple. Como o próprio nome diz, os netbooks são equipamentos destinados a acessar a Internet, e a navegação na Internet exige bastante interação do usuário com a tela, e aí que está a revolução do Apple iPad.


Navegar na Internet com um netbook é uma experiência complicada. Se você não tiver um mouse externo, então, pior ainda, tendo em vista que os mouses incorporados nos teclados são péssimos e pouco eficientes. Tarefas simples como rolar uma tela para baixo exigem uma série de movimentos, e nem sempre dá certo.


No Apple iPad, porém, tudo muda. A sensibilidade ao toque na tela é perfeita. Precisa rolar a tela para baixo? basta fazer como se estivesse com o dedo em cima de um papel, deslizando para cima, e a tela magicamente desloca-se com maestria, na velocidade que você quer, e parando no ponto que você deseja. É tudo muito mais simples, intuitivo e natural quando comparado aos netbooks.



Por outro lado, o Apple iPad é perfeito para ler livros digitais. Quando você compra um título qualquer, ele imediatamente aparece em na biblioteca digital do iPad. Ao clicar no livro, ele se abre como um livro de verdade, mostrando sempre duas páginas quando está na posição horizontal, e apenas uma página quando o iPad está na vertical.


Se você está lendo um livro em Inglês, por exemplo, e aparece alguma palavra desconhecida, basta colocar o indicador em cima dela, que um dicionário digital informa o significado da mesma.


Para manipulação de documentos, o Apple iPad vem com os aplicativos de escritório da Apple, porém com capacidade de abrir qualquer documento do Microsoft Office, além de permitir salvar documentos nesses formatos.

A interface de exibição de filmes e fotos também é perfeita. No caso dos filmes, a fluidez é impressionante mesmo quando se exibe filmes em HD pelo Youtube.

Outro aspecto que impressiona é a velocidade do Apple iPad. Ele é muito, mas muito rápido, com um nível de responsividade não encontrado nos PCs. Tudo fica muito rápido nele, inclusive quando se trata de imagens, vídeos e sons.

Enfim, depois de usar o Apple iPad por uns 30 segundos, você entenderá porque as vendas de netbooks estão despencando: o Apple iPad colocou os netbooks na idade média.

Comentários