AMD quer o fim de adesivos em notebooks

A maioria dos notebooks hoje vem com pelo cinco adesivos: um do fabricante do notebook, outro da CPU, outro do processador gráfico, mais um do Windows, outro "Energy Star" e alguns com o do Skype. Pior: são difíceis de serem retirados, geralmente deixando restos de cola. Uma estratégia da AMD pretende notebooks sem nenhum adesivo.


Esse profusão de adesivos torna-se ainda mais fora de contexto quando se observa a crescente  preocupação e investimento dos fabricantes com o design dos notebooks, que ficam a cada dia mais leves, finos e elegantes.

Segundo a AMD, comprar um notebook cheio de adesivos seria a mesma coisa que comprar um carro de luxo que viesse com adesivos que promovem o fabricante do óleo do motor, do fluído de freio ou do compressor do ar-condicionado.

Pesquisas encomendadas pela empresa mostram o óbvio: os consumidores odeiam os adesivos nos notebooks. Mas eles continuam lá por uma razão bem simples: há muito dinheiro envolvido. Intel, AMD, Microsoft, Skype e qualquer outra empresa representada nesses adesivos pagam muito dinheiro para os fabricantes de notebooks colocarem seus adesivos lá.

A Apple é a única fabricante que se recusa a colocar os adesivos em seus notebooks, e, por conta disso, deixa de receber alguns milhões de dólares todo o ano. Uma estratégia que parece racional, tendo em vista que, se na caixa e nas especificações do notebook há a informação que existe uma CPU Intel Core i5 lá dentro, então não há motivo para o adesivo.

Assim, a partir de 2011, a AMD irá adotar novos tipos de adesivos que saem do notebook com facilidade, não deixando nenhum resíduo. Além disso, está considerando eliminar completamente seu programa de adesivos em notebooks. E, enquanto isso, irá tornar o uso de adesivos AMD opcionais para os fabricantes. Eles continuarão a receber a verba de marketing, que poderá ser usada de outras formas, mas não serão mais obrigados a colocar os adesivos nos notebooks.

Uma coisa é certa: a AMD merece aplausos por liderar uma iniciativa que pode colocar um fim nesses irritantes, inúteis e pegajosos adesivos. Vamos torcer para Intel, Microsoft e nVIDIA seguirem a mesma linha, e deixarem os nossos notebooks menos poluídos visualmente.

Fonte: The New York Times

Comentários