Retração na venda de PCs derruba ações de Intel, AMD e NVIDIA

As ações das principais empresas de tecnologia desabaram ontem (10/08/2010) em decorrência de sinalizações de mercado vindas da Ásia apontando perspectivas de quedas nas vendas de computadores pessoais. A AMD desabou 8%, a Intel caiu 4% e a NVIDIA 4,5%. O movimento baixista para as ações de tecnologia continua hoje, com a AMD desvalorizando-se em quase 5%.


O movimento de mercado atinge também fabricantes menores, a Micron Technology, com queda de 2,2%, e SanDisk Corporation - outra que desabou 4,83%.

Segundo Christopher Danely - analista do JP Morgan - os pedidos por componentes de computadores estão em processo de forte retração. "Vendas de PC estão caindo de um penhasco" foi a analogia usada.

A perspectiva de queda nas vendas de computadores pessoais motivou até uma redução na classificação de performance das ações da Intel por parte de agências classificadoras de risco: a Baird reduziu a Intel de "outperform" para "neutral". Outras agências estão recomendando vendas.

A desaceleração nas vendas de computadores deve continuar em agosto, o que contrasta com o movimento de recuperação observado no mercado de tecnologia até julho deste ano.

Se tem um lado bom nessa história é que os preços dos computadores tende a cair, em decorrência da ação inexorável da Lei da Oferta e da Demanda: quanto menor a demanda, menores os preços. Ou seja, para quem está pretendendo comprar ou atualizar um computador ou notebook, convém aguardar um pouco, pois os preços devem se reduzir ao longo dos próximos meses.

Comentários