Exército dos Estados Unidos confia no GPGPU da NVIDIA

As forças armadas dos Estados Unidos fazem uso ostensivo de recursos de TI em diversas de suas atividades, entre as quais estão os processos de decodificação de mensagens criptografadas de inimigos.

Supercomputador da NVIDIA para Exército dos EUA


Assim, o Pentágono destina uma boa parte de seu orçamento no investimento em super-computadores, e é nessa área que a NVIDIA acertou um contrato de US$ 25 milhões de dólares para com o DARPA - Defense Advanced Research Projects Agency - a agência norte-americana de projetos militares.

A NVIDIA irá desenvolver o hardware de supercomputadores baseados em suas GPU, cujo poder computacional é necessário em aplicações que fazem parte do programa "Ubiquitous High Performance Computing (UHPC)" da agência.

Os novos supercomputadores criados pela NVIDIA serão 1.000 vezes mais potentes que os mais rápidos supercomputadores atuais.  Os primeiros protótipos desses novos super-computadores estão previstos para estarem funcionais em 2018.

Fonte: NVDIA

Comentários