Notícias novas e boas para a AMD

Notícias novas e boas para a AMD
A Conferece Call realizada pela AMD ontem trouxe algumas informações novas e boas sobre cronograma de produtos e resultados financeiros.

As boas notícias são de que o AMD Ontário deve começar a chegar aos OEM até o final do ano, e aos consumidores em 2011. Isso, porém, já se sabia há muito tempo. 

Outro aspecto positivo foi a receita de US$ 1.65 bilhões de dólares - recorde, o que também já era esperado pelo mercado em função da forte demanda por semi-condutores. A receita só não foi maior porque a AMD não teve capacidade de produzir mais, e essa restrição na oferta já é algo bastante conhecido. 

No campo das GPUs, os executivos da AMD informaram que a nova geração Southern Islands deve começar a ser entregue aos parceiros até o final de 2010, o que também não é novidade.

As notícias novas, mesmo, são de que o Llano será atrasado, na melhor das hipóteses, para algum ponto no primeiro semestre de 2011, e o Bulldozer aparentemente também, para o segundo semestre de 2011. O tape-out do Bulldozer não era novidade, mas que amostras de engenharia só chegarão no segundo trimestre é, e não é boa.

Além disso, outras informações novas são: o processo de 32nm SOI da AMD está apresentado problemas de rendimento, e a AMD observou uma grande perda de mercado no segmento de servidores, mesmo com o lançamento do Magny-Cours série 6000 e 4000.

Agora começa a ficar claro o motivo pelo qual a AMD optou por mostrar o Ontário na Computex 2010: eles precisavam tirar a expectativa em cima do Llano pois já sabiam que teriam que atrasar o lançamento, o que é novo, e péssimo, tendo em vista que a Intel deve colocar o Sandy-Bridge no mercado até o final de 2010.

A soma de todas essas informações coloca um grande ponto de interrogação sobre a AMD em 2011, sobretudo sobre margens de lucro em função do atraso do Llano, Bulldozer e do processo SOI 32nm. As fichas todas estão agora direcionadas para o Ontário - um chip de entrada de linha, e que, se tiver sucesso, vai vender muito, mas com margens de lucro muito apertadas, sobretudo pelo fato de que será feito em 40nm pela TSMC.

A conclusão que fica é que a conferência da AMD trouxe uma série de notícias novas e boas, mas as novas não são boas, e as boas não são novas.

Comentários