Dell está avaliando os AMD Fusion para desktops e notebooks

A fabricante de computadores norte-americana Dell já está avaliando os novos processadores AMD Fusion para uso em suas futuras linhas de desktops e notebooks, com o objetivo de tornar seus computadores menores e mais eficientes do ponto de vista energético, disse um executivo da companhia.

A arquitetura Fusion combina uma unidade de processamento central e um processador gráfico no mesmo chip. Os processadores Fusion já contam com amostras de engenharia e devem chegar ao mercado no início de 2011.

Enquanto a Intel procura elevar a performance dos computadores pessoais adicionando mais núcleos em suas CPU´s, a AMD, com o Fusion, aposta em uma estratégia diferente, a qual pretende tornar os PC´s mais rápidos usando um processador híbrido CPU e GPU.

Segunda geração do AMD Fusion em 2015

A primeira versão do Fusion disporá de duas estruturas internas dentro do chip: uma CPU e uma GPU. Entretanto, até 2015 uma segunda geração de processadores Fusion chegará ao mercado, e, segundo a Vice-presidente de Marketing da AMD - Sra. Leslie Sobon -, esses novos modelos terão as funções de CPU e GPU completamente combinadas, e não será possível ver a diferença entre CPU e GPU dentro do silício.

As GPU são melhores para processamento paralelo intensivo, como é o caso dos gráficos, mas há inúmeras outras aplicações, como o caso dos anti-vírus, que são "perfeitos" para rodar em uma GPU, pois são aplicações completamente paralelas, disse Sobon.

Outra vertente de ampliação da performance dos computadores baseados em AMD Fusion será com aplicações escritas no padrão OpenCL, já preparado para rodar em GPU´s. Outra API de desenvolvimento de aplicações paralelas é o DirectCompute da Microsoft, o qual também será suportado pelos processadores Fusion.

Fonte: ComputerWorld

Comentários

  1. "novos modelos terão as funções de CPU e GPU completamente combinada"

    imagina o ganha de performance com isso...nao vejo a hora de isso acontecer...

    ResponderExcluir
  2. Mas antes dessa segunda geração, e do Grand Fusion der a luz à vida em 2015, virão versões do Fusion baseadas no Bulldozer correto ? Já que as primieras versões ainda serão baseadas no Phenom II com algumas melhorias até onde sei ...

    ResponderExcluir
  3. "Mas antes dessa segunda geração, e do Grand Fusion der a luz à vida em 2015, virão versões do Fusion baseadas no Bulldozer correto? Já que as primieras versões ainda serão baseadas no Phenom II com algumas melhorias até onde sei ..."

    Sim, as primeiras versões virão baseados no núcleo do Phenom, e, depois, na arquitetura Bulldozer. Ocorre que a executiva da AMD tratou de outra coisa relacionada ao AMD Fusion, que é o nível de interação.

    Existem 4 níveis de interação em processadores híbridos CPU+GPU:

    Nível de interação 1 - Mesmo encapsulamento
    Nível de interação 2 - Mesmo die
    Nível de interação 3 - Mesmo pipeline
    Nível de interação 4 - Mesmo ISA (Instruction Set Arquiteture).

    Assim, temos os Intel Core i3 3xx/i5 6xx estão no nível 1, enquanto os AMD Llano e Ontário, assim como o Sandy-Bride, estão no nível 2.

    O que a VP de Marketing da AMD se referiu, provavelmente, foi em relação aos AMD Fusion no nível de interação 3.

    []s.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui. Não esqueça de deixar seu nome. Mensagens que façam uso de termos de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo será apagado sem prévio aviso.