AMD poderá equipar os computadores da Apple. Negociações estão avançadas e acordo pode sair em breve

A era da Intel como tradicional e única fornecedora de processadores (CPU) para os produtos da Apple pode estar chegando ao fim. 

As negociações entre Apple e AMD para que a empresa de SunnyValey equipe os computadores pessoais e profissionais da Apple estão avançadas e o acordo pode sair em breve, conforme aponta o site AppleInsider.

Representantes e executivos da AMD têm sido vistos recentemente e com frequencia nos altos escalões de decisão da Apple, segundo fontes familiarizadas com o assunto. 

Os encontros têm sido conduzidos por executivos das duas empresas. A Apple, inclusive, já está trabalhando há algum tempo com processadores AMD em seus laboratórios, como parte do processo de desenvolvimento dos novos produtos da Apple equipados com os processadores verdes.

Os processadores da AMD poderão equipar tanto os notebooks da Apple, quanto as workstations, além de outros produtos. O objetivo da Apple com a parceira com a AMD seria expandir suas fontes potenciais de CPU´s a fim de ampliar sua flexibilidade e melhorar a competitividade de seus produtos. Outra questão é que a Apple tem enfrentado seguidos problemas com a plataforma Intel.

Entre os problemas com a Intel estariam a disponibilidade limitada de novos processadores (o que teria sido um dos fatores no atraso das atualizações dos notebooks da Apple). Outra questão seria os novos chipset´s da Intel que estariam bloqueando a possibildiade de a Apple continuar sua parceria com a nVIDIA para fornecimento de chipset´s padronizados para serem usados em toda a linha de produtos da Apple.

São conhecidas as recentes disputas entre Intel e nVIDIA nas quais a gigante de Santa Clara está tentando  fechar o mercado de chipset´s alternativos para suas CPU´s, o que resultou na decisão recente da Apple de limitar o funcionamento dos gráficos integrados Intel dentro de seus produtos.

Porque a Apple não adotou processadores AMD antes?

Quando a Apple anunciou seus planos para migrar seu sistema operacional para os processadores Intel, ainda em 2005, muitos observadores questionaram os motivos pelos quais a companhia não adotou a AMD como uma segunda fornecedora de processadores.

Nessa época, as CPU´s da AMD eram consideradas mais potentes e também mais baratas que os modelos da Intel, que incluíam o Intel Pentium IV. Entretanto, a Apple teve acesso aos roadmap´s secretos da Intel, e resolveu optar pela adoção dos então novos processadores Intel Core 2 Duo, que mostravam-se rápidos e eficientes para serem usados em notebooks.

Entretanto, hoje a AMD oferece poucas vantagems em termos de performance ou eficiência, mas há uma imensa vantagem da AMD no quesito custos, tendo em vista que os processadores AMD são muito mais baratos que seus concorrentes da Intel.

Outro aspecto é que a AMD também detém a ATI, cujos processadores gráficos já são adotados em muitos modelos da Apple. Isso sugere que a Apple pode obter soluções integradas completas de processadores AMD e GPU´s ATI, com performance respeitável, excelente performance gráfica e tudo isso a um custo menor que o oferecido pela Intel.

Além disso, com múltiplas fontes de fornecimento de CPU´s permitiria a Apple usar o que cada fornecedor tem de melhor, de forma similar ao que ela já faz com a ATI e NVidia para oferecer aos consumidores muitas opções em termos de processadores gráficos.

Com o dramático crescimento das vendas dos computadores da Apple na última década, faz todo o sentido para a Apple trabalhar com uma gama de opções competitivas de CPU para atingir uma faixa maior de consumidores com diferentes necessidades de performance e custo.

Razões do interesse da Apple pela AMD

De acordo com o que tem sido noticiado, a Apple está tendo acesso privilegiado à informações sobre a competitividade dos novos produtos da AMD que estão sendo planejados para entrar no mercado no curto prazo.

Além disso, a Apple estaria procedendo a otimizações no seu sistema operacional para maximizar a performance com o uso de instruções x64 dos processadores AMD. A AMD, por sua vez, estaria colocando instruções específicas em seus novos processadores para trabalhar com o sistema operacional da Apple.

Outra aspecto importante é que enquanto a AMD tem seguido de perto a performance dos processadores da Intel, no campo dos gráficos, a AMD, com a aquisição da ATI, tem um posicionamento muito mais forte que o da Intel.

Ambas as companhias - Intel e AMD - estão se preparando para lançar novos processadores que incluem núcleos de CPU e GPU juntos, o que terá especial impacto no segmento de notebooks. Entretanto, os futuros produtos da AMD podem ser extremamente competitivos para equipar os novos notebooks da Apple, sobretudo pelo fato de que a Apple está trabalhando para otimizar o segmento gráfico de seus produtos com base no padrão OpenCL, que é completamente suportado pelos processadores gráficos da AMD.
Em termos de CPU, se a AMD pode oferecer até 80% da performance de uma CPU Intel, porém custando 60% do preço da Intel.

Associe-se a isso uma melhor performance gráfica das soluções AMD e fica evidente que a opção pela plataforma AMD confere à Apple um posicionamento muito competitivo e sofisticado.

Sendo assim, não será surpresa se já vermos MacBooks e iMac equipados com processadores e GPU´s da AMD já no próximo ano.


Comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui. Não esqueça de deixar seu nome. Mensagens que façam uso de termos de baixo calão (palavrões) ou conteúdo ofensivo será apagado sem prévio aviso.