Ações da AMD sobem em meio a expectativas de mais prejuízos

A AMD - Advanced Micro Devices Inc. - irá anunciar seus resultados financeiros relativos ao primeiro trimestre de 2010 nas próximas horas. O consenso de expectativas dos analistas de mercado aponta que a empresa de Sunnyvale deve mostrar mais prejuízos, em contraste com os fortíssimo resultados de sua concorrente Intel. Apesar disso, as ações da AMD estão subindo, superando a barreira de US$ 10,00, o que representa um ganho de 3,03% no dia.

O forte resultado da Intel decorreu do crescimento da demanda por processadores para computadores pessoais e para servidores. A mesma tendência deve beneficiar também a AMD, porém, em menor escala, e em uma intensidade não suficiente para colocar o balanço da empresa no azul.

A expectativa é a de que a AMD apresente perdas da ordem de US$ 7 centavos por ação, e uma receita global trimestral da ordem de US$ 1,5 bilhões de dólares. Para se ter uma idéia desses valores, a receita da Intel no período foi de US$ 10,3 bilhões de dólares, ou seja, quase 7 vezes maior que a da AMD.  Só o lucro líquido da Intel no primeiro trimestre - US$ 2,4 bilhões de dólares - já é quase duas vezes a receita global da AMD.

O provável prejuízo da AMD reverte o lucro de mais de US$ 1 bilhão de dólares registrado no último trimestre de 2009, resultado este, porém, que foi favorecido pelo aporte de US$ 1,25 bilhão de dólares feito pela Intel em meio a um acordo de cessação de processos judiciais entre as duas empresas.

Balanço será o primeiro a apresentar resultados desvinculados da GlobalFoundries

Outra inovação do balanço financeiro relativo ao primeiro trimestre de 2010 da AMD é que será o primeiro no qual haverá um ajuste no qual a AMD passa a não mais incorporar uma parte dos resultados de sua subsidiária GlobalFoundries, que é a divisão de produção da AMD desmembrada no ano passado. A AMD disse que irá reconhecer de uma única vez um ganho não financeiro de US$325 milhões de dólares relacionado ao processo de desconsolidação.

A "AMD irá reportar resultados como uma entidade fabless", afirmou Patrick Wang, analista da Wedbush. "Esta ação permitirá à AMD uma maior estabilidade futura de seu fluxo de caixa, ampliação da lucratividade e e redução de tais perdas contábeis".

Wang também aponta que a demanda por computadores pessoais acima das expectativas também deve beneficiar a AMD, o que tem sido um driver para uma ampliação dos preços alvo das ações da empresa.

A desconsolidação de balanços com a GlobalFoundries é apontado como um importante passo em direção a um cenário de lucratividade da AMD, porém alguns analistas afirmam que muitos investidores podem estar excessivamente otimistas com os efeitos benéficos desse processo.

Fonte: MarketWatch

Comentários